Tudo o que você sempre quis saber sobre antivírus

Tudo o que você sempre quis saber sobre antivírus

Tudo o que você sempre quis saber sobre antivírus

Você já aprendeu na última semana sobre as principais diferenças entre hardware e software. Nessa semana, o tema abordado é justamente um dos softwares mais populares: O Antivírus.

Na mesma proporção que os recursos tecnológicos os dispositivos cresceram nos últimos tempos, o número de pessoas que buscam tirar proveito de outros usuários na Internet também aumentou. Atuando através de inúmeros programas e aplicações mal intencionadas, os infratores rastreiam dados e informações a fim de lucrar com isso. Segundo pesquisa realizada em 2015 pela GData – empresa de soluções para segurança digital – um novo tipo de vírus é criado a cada 5 segundos.

Entenda o Antivírus

Como descrito acima, o antivírus é um programa (software) que identifica os malwares – conhecidos popularmente como vírus. Os antivírus podem ser utilizados nos computadores, celulares e tablets e, além disso, podem monitorar o comportamento das aplicações instaladas, que, quando apresentam algum tipo de ação suspeita, têm as suas atividades bloqueadas ou são movidas para uma quarentena.

Durante essa quarentena, seu desempenho é supervisionado, a fim de diagnosticar as possíveis causas do problema. Segundo a Mandiant Consulting, consultoria especializada em cyber ataques mundiais, o e-mail é o canal mais comum de infecção dos dispositivos.

Na prática, logo que um antivírus é instalado, ele realizará uma varredura em todos os arquivos do computador, criando para cada um deles uma “assinatura digital”. Esta assinatura fará atualizações periódicas, para verificar se não houve nenhuma alteração nos arquivos. Caso algo estranho seja detectado, o usuário é automaticamente notificado, para dar sequência às devidas ações.

Além disso, os programas de proteção podem ser específicos para um determinado tipo de vírus. Como, por exemplo, os Antispywares, que são focados em combater Spywares e Adwares. Esses dois tipos de vírus costumam contaminar navegadores para roubar dados bancários e apresentar banners de propagandas com ofertas indesejadas.

É importante ressaltar que antes de instalar o antivírus em um computador, é preciso observar suas especificações e avaliar a melhor opção para cada caso. Por exemplo, um antivírus feito para Windows dificilmente será eficaz em um computador com OS X, pois cada sistema operacional possui suas particularidades.

Assim como uma versão para computadores domésticos, não funcionará em um servidor de empresa. Nesse caso, será preciso adquirir uma versão corporativa da solução escolhida.

Opções de Antivírus Gratuitos

Existem excelentes opções de antivírus para computadores domésticos dentro da web. A própria Microsoft disponibiliza um programa, o Security Essentials, que atualmente é um dos mais utilizados pelos usuários. Mas reforçamos que a melhor opção para as empresas é adquirir uma alternativa paga. Os antivírus pagos, além de proteger com mais eficiência, trazem recursos adicionas para ajudar a minimizar os riscos de infestação de vírus. O escaneamento de e-mails é um exemplo desses adicionais, bastante útil para as empresas.

Três empresas que disponibilizam versões gratuitas para computadores domésticos:

AVG (Três estrelas e meia na avaliação de usuários do Baixaki) – Surgido em 1991, desde 2001 disponibiliza sua versão gratuita;

Panda (Quatro estrelas na avaliação de usuários do Baixaki) – Disponível em mais de 23 idiomas, possui milhões de usuários espalhados em 195 países;

Avira (Quatro estrelas e meia na avaliação de usuários do Baixaki) – De origem alemã, foi desenvolvido em 1988 e possui mais de 100 milhões de usuários.

Solução e Prevenção

Alguns indícios que podem indicar a presença de softwares mal-intencionados são:

  • Dispositivo apresentando lentidão;
  • Programas que costumam travar;
  • Sistema operacional que não está mais respondendo como de costume;
  • Internet lenta.

Se alguma das aplicações do dispositivo utilizado for infestada por um vírus, o comando mais indicado é desinstalar e reinstalar o programa. Já que é impossível para o antivírus remover apenas a parte da aplicação que foi infectada.

Dicas para evitar que o computador fique vulnerável aos malwares:

  • Mantenha seu Antivírus sempre atualizado;
  • Evite baixar programas desnecessários e de procedência duvidosa. Nunca ouviu falar sobre a aplicação? Não instale!
  • Não acesse links de e-mails que não estejam em sua lista de endereços confiáveis. Os e-mails ainda são o maior vetor de infecção atualmente;
  • Cuidado com o Facebook! A rede social é uma enorme fonte de vírus. Links de testes, quiz e sites desconhecidos podem ser uma armadilha;
  • Desconfie de ofertas discrepantes. Evite clicar em banners que não passem credibilidade e ofereçam preços absurdamente baixos;

Extra: Procure conservar também um back-up dos principais arquivos ou mantenha-os armazenados em nuvem. Desta maneira, você evita a perda de informações importantes, caso seja necessário formatar o dispositivo.  

Continue conectado em nosso blog, teremos conteúdos novos toda semana. Você também pode enviar suas dúvidas e sugestões de tema para o e-mail flavia@netsupport.com.br

ns_cta_ebooks_tiparaempresas

Compartilhe no:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *