Shadow IT: tudo o que você precisa saber sobre TI invisível

Shadow IT: tudo o que você precisa saber sobre TI invisível

Shadow

Você já ouviu falar nos termos Shadow IT ou TI Invisível?

É comum ver por aí discussões que tratam de como a tecnologia tem evoluído, principalmente com o auxílio da internet, mas poucas pessoas sabem realmente as complicações que estão envolvidas nisso. E sabe-se menos ainda como lidar com essas complicações. 

É por esse motivo que muitas empresas estão em risco e talvez nem imaginem a proporção dos erros que cometem na rotina de trabalho.

Vemos, pela rapidez com que as notícias se espalham na internet, o poder de propagação que o mundo moderno permite. 

Essa observação pode parecer pouco importante de forma geral, mas imagine o grave prejuízo que a propagação de dados sigilosos e informações importantes de uma empresa pode representar.

Assustador, não é?

E isso não é algo impossível de acontecer, visto que infelizmente já foram noticiados, várias vezes, ataques a empresas por criminosos do mundo digital.

Grande parte desses problemas poderia ser evitado se os gestores dedicassem mais tempo a essa gestão cuidadosa sobre Shadow IT. 

É por isso que, no artigo de hoje, vamos explicar para você em detalhes o que afinal significa Shadow IT, quais os problemas que ele pode trazer para seu negócio e, claro, como lidar com isso no seu negócio.

Continue lendo!

O que é Shadow IT?

O termo Shadow IT, quando colocado em português de forma literal, significa algo como “TI nas sombras”, o que fez com que se tornasse popular como “TI Invisível” aqui no Brasil.

Ele se refere à utilização de quaisquer softwares e dispositivos sem o conhecimento direto do departamento de TI de determinada empresa, fugindo do monitoramento dessa equipe.

Colocando de uma forma mais simples, Shadow IT é quando aplicativos e programas não autorizados pela empresa são usados para manipular os dados.

Podemos dizer que Shadow IT está ligado a um processo de experimentação mais prática dentro das empresas, o que muitas vezes não vem acompanhado de um monitoramento tão rigoroso por se tratar de uma “fase de testes” dentro do departamento.

Ainda que possa haver um lado produtivo do Shadow IT, ao permitir testes práticos, ele é muito perigoso.

A constante pressão e cobrança por resultados rápidos, assim como a busca por opções que tornem os processos dentro das empresas mais flexíveis, acabaram formando esse tipo de “lacuna”, ou melhor, as “sombras” que acabam trazendo problemas, muitas vezes notados apenas quando a situação já está grave.

Podemos dizer que um dos principais exemplos que acabam facilitando o Shadow IT é a gestão mal feita da computação na nuvem, que, como sabemos, é um modelo que veio para ficar.

Outra característica muito comum nas empresas atualmente e que caracteriza esse cenário de Shadow IT é que diversos departamentos de uma empresa usam e adquirem ferramentas na nuvem.

Assim, isso não é uma responsabilidade exclusiva do time de TI, pois essas práticas inviabilizam o monitoramento aprofundado de todos os sistemas conectados na organização.

Isso tudo sem falar do uso de smartphones e notebooks pessoais dos funcionários dentro do local de trabalho.

Todos esses pequenos detalhes tornam importante um olhar mais atento dos gestores para evitarem problemas futuros por conta de Shadow IT. 

Vamos ver, a seguir, alguns dos problemas mais comuns causados pelo Shadow IT.

Softwares não licenciados

Programas não licenciados são uma grande ameaça.

Esses tipos de programas formam brechas de vulnerabilidade dentro da empresa e facilitam ataques externos, pois são mais difíceis de serem monitorados quando utilizados dentro do ambiente corporativo.

Além disso, o uso desses softwares pode significar também um processo por quebra de contrato.

Produção sem registros

O registro de tudo o que acontece dentro de uma empresa faz parte da organização estratégica de todos os processos executados dentro dela.

O uso de ferramentas que não constam no monitoramento representa uma dificuldade para visualizar o investimento aplicado, pois não há como contabilizá-lo. 

Isso cria uma barreira entre investimentos, processos e, consequentemente, resultados, o que não é nada bom!

Segurança de dados prejudicada

A perda da segurança dos dados corporativos é, sem dúvida, o maior problema advindo do Shadow IT. 

Com a falta de um gerenciamento eficaz dos ativos de softwares dentro da empresa, o desrespeito a normas de governança, a falta de testes e as dificuldades de gerenciamento de configuração é infinitamente mais provável que as ameaças alcancem seus dados.

Como lidar com o Shadow IT?

Você pode estar se perguntando agora como lidar com essa tendência de TI nas empresas hoje em dia, certo? 

Como vimos, Shadow IT é um conceito que também está ligado a interesses produtivos da empresa, e por isso fica difícil dizer que uma corporação pode estar completamente livre disso. 

O que os gestores devem fazer é se atentar ao monitoramento e a outras estratégias que possam fazer com que Shadow IT seja sinônimo de oportunidades de gestão, e não exatamente algo que seja preciso saber prevenir.

Os problemas sim são algo que toda empresa deve saber evitar.

Nesse contexto de Shadow IT, vejamos, a seguir, as medidas que você, gestor, pode colocar em prática para manobrar os problemas e trazer resultados inovadores.

Aplique uma auditoria detalhada

A auditoria é o primeiro passo essencial, pois os gestores de TI devem, antes de qualquer coisa, melhorar seu conhecimento sobre a tecnologia presente nos mais diversos departamentos da empresa.

Somente depois desse conhecimento aprofundado será de fato possível traçar um plano de gestão e de Segurança da Informação que inclua também o que estava nas sombras.

Estabeleça opções nas regras

Muitos funcionários acabam baixando softwares arriscados, pois não concordam com a opção de software dada pela empresa.

Por isso, o ideal é que o gestor entenda as dificuldades dos funcionários de cada departamento e os motivos pelos quais determinado programa não agrada, por exemplo.

Assim, ele poderá disponibilizar, dentro das regras, opções que atendam a esses requisitos, evitando que uma opção não autorizada acabe sendo usada clandestinamente.

Promova conscientização na empresa

O gestor deve buscar uma comunicação amistosa com funcionários e líderes de departamento para que estes compreendam a importância de seguir as regras, ao mesmo tempo em que entendam seu papel nelas.

Essa descentralização do poder permite que todos olhem de forma mais responsável para sua atuação no local de trabalho e, consequentemente, engaja todos os colaboradores em direção a um mesmo objetivo.

Invista em configuração na nuvem e monitoramento

Seguindo a lógica de que o uso da nuvem e a falta de monitoramento são os principais pontos que favorecem os problemas relacionados a Shadow IT, a melhor forma de lidar com isso é fortalecer seu arsenal.

Use a computação na nuvem como forma de ampliar e fortalecer o monitoramento, o gerenciamento de ativos de software, os equipamentos e toda a infraestrutura da empresa de forma geral.

Invista na capacidade de monitoramento constante e de prevenção, identificando os riscos associados a cada setor, além de utilizar os recursos economizados com a nuvem em outros recursos de tecnologia para os usuários.

 

Este foi nosso artigo sobre Shadow IT e como você deve lidar com essa situação para não atrair problemas para sua empresa. Gosta deste tipo de conteúdo? Então confira também nosso texto sobre ransomware e como evitá-lo.

Compartilhe no:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *