Reduza os custos de TI da sua empresa ou ganhe dinheiro fazendo chamados de TI

Blog

Tudo que você precisa saber sobre tecnologia em um só lugar.

Saiba quais são as tendências do varejo para o ano de 2020

tendências do varejo

Qualidade nas compras online e offline: esse será o propósito do consumidor em 2020. Mas então, quais são as tendências do varejo em pauta para alcançar esse objetivo?

Sabemos muito bem que o mercado mudando em função da tecnologia é também um reflexo do público que fica cada vez mais exigente com tantas opções. Eles acompanham a transformação digital e buscam um atendimento cada vez mais intenso e personalizado.

A conexão do cliente com a tecnologia, mais especificamente, a internet, proporciona uma alteração nos padrões de envolvimento desse público. As mudanças no decorrer dos anos intensificam esse processo, provocando o surgimento de novas tendências do varejo.

Com base nisso, já é possível fazer algumas previsões de tendências do varejo para 2020. Se você quer entender como funciona esse processo de mudança de perfil e hábitos de consumo, além de saber quais são as apostas para novo ano, continue lendo.

Organizamos tudo que você precisa saber, neste artigo. Acompanhe!

Mudanças nos hábitos de consumo

Não é nenhuma novidade que com a chegada da internet os hábitos de consumo das pessoas mudaram de forma radical. 

Nos dias de hoje, bem diferente do que acontecia há não muito tempo atrás, os consumidores têm a possibilidade de pesquisar muito mais, comparar preços e escolher os produtos de marcas que mais confiam e comprar mesmo sem sair de casa.

Essa nova forma de encarar o universo do consumo fez com que as marcas precisassem também se adaptar à nova realidade. Foi assim que muitas lojas começaram a abrir também sua versão on-line, integrando o chamado e-commerce.

A cada ano, as tendências do varejo se modificam de acordo com a evolução do perfil consumidor, o que torna importante para as empresas um acompanhamento aprofundado desse processo, para que a cada ano se reinventem um pouco mais, trazendo o que há de mais novo para seus clientes. 

Consequentemente, cresce a necessidade de investir em tecnologias que tornem ainda mais cômoda e personalizada a experiência de compra, enriquecendo o potencial competitivo das lojas.

Seguindo essa linha de pensamento, é possível pontuar alguns dos principais pontos que caracterizam o consumo na era da transformação digital:

Pesquisa

O consumidor de hoje não compra nada sem pesquisar muito bem hoje.

Isso porque ele tem um leque de opções que podem ser facilmente encontradas em buscadores como o Google, por exemplo. 

O fácil acesso a esse tipo de ferramenta fez com que a pesquisa se tornasse o primeiro passo importante no processo de decisão de compra.

Essas pesquisas, que vão muito além de uma simples comparação entre preços, consideram também as características dos produtos, formas de pagamento, opiniões de outros compradores, reclamações e até aspectos de marca, como veremos adiante.

Interação

A relação entre consumidor e empresa há muito tempo deixou de ser apática, em que o cliente espera pela resposta da marca. 

Agora é uma conversa interativa, de troca de experiências, onde o consumidor quer opinar e a marca precisa dessa opinião para se aprimorar, traçar novas estratégias, inovar.

Influência

Com a popularização das redes sociais, os próprios consumidores podem se tornar agentes de uma marca. Por isso as empresas se preocupam tanto com o feedback, já que os clientes podem influenciar o público, seja de forma positiva ou negativa.

É muito simples postar nas mídias uma opinião sobre um determinado produto, e o público tende a confiar muito mais no relato de uma pessoa próxima do que na publicidade da marca. 

Consequentemente, investir no planejamento de marketing, customer success e qualidade do produto são tópicos importantes.

Exigência

Como citamos antes, o consumidor já não busca apenas um preço competitivo e uma qualidade satisfatória, mas também uma marca forte, que demonstre responsabilidade, seja ela com um atendimento personalizado e dedicado, seja com ações sustentáveis.

Hiperconectividade

O público hoje pode ser atingido de diversas maneiras diferentes, e ele está o tempo todo conectado em pelo menos em uma delas. 

Como capturar a atenção de um cliente que utiliza o computador enquanto assiste televisão, conversa com amigos e assiste a vídeos?

O consumidor multi tela exige que as marcas saibam fugir de padrões e inovar com uma divulgação que flui por diversos dispositivos e atue de forma estratégica em cada uma delas.

Tendências do varejo 2020

Com base nessas mudanças de perfil de consumo que citamos acima, vejamos quais são, de fato, as tendências do varejo mais recentes:

Compras com realidade aumentada

A Realidade Aumentada (RA) é uma das tendências do varejo e é focada em melhorar a experiência do cliente, sendo cada vez mais utilizada nas lojas físicas e online. 

Ela se dá através da projeção de um modelo em 3D na tela do celular, que com a câmera ligada torna possível experimentar o produto de forma quase real. 

Por exemplo, testar cores na parede de casa, móveis novos e até mesmo experimentar peças de roupa com diferentes cores e tamanhos.

Omnichannel

A experiência omnichannel, que une a experiência online e offline, tende a crescer ainda mais em 2020.

Isso indica que varejistas vão precisar  de ainda mais habilidade para lidar com as fronteiras entre esses dois tipos de canal de vendas, sabendo como ligar as lojas físicas com as digitais.

Pesquisa visual por IA

A pesquisa e compra visual é uma das tendências do varejo pois torna o processo de pesquisa de produto muito mais prático.

Fazendo uso da Inteligência Artificial (IA), o cliente pode encontrar produtos com apenas um clique. Basta tirar uma foto, com o celular, do produto desejado, e o sistema oferece sugestões e onde comprá-lo, além de outros produtos semelhantes. 

Produtos personalizados

O público quer ter algo que ninguém mais tem, quer exclusividade. É nesse sentido que a compra de produtos personalizados tende a aumentar. 

Isso faz com que as lojas passem a oferecer a possibilidade de personalização de suas mercadorias, com customização de peças de vestuário e objetos de decoração, por exemplo.

Marcas com valores fortes

O consumidor está cada vez mais consciente e por isso, busca comprar de marcas com valores fortes, como transparência e posicionamento sobre questões ambientais, éticas, políticas e sociais. 

Essa característica é essencial, pois o público busca se conectar com esses valores para confiar na marca. Como consequência, essa é uma das tendências do varejo em que as empresas devem focar cada vez mais, já que é sinônimo de fidelização. 

Compra por redes sociais

As redes sociais têm atuado como vitrine para muitas mercadorias, por serem um espaço com muita visualização e engajamento. 

Por isso, a possibilidade de compra direto de aplicativos como Instagram é um investimento em alta, através de ações como a disponibilização de valores dos produtos e links para loja online.

Essas foram nossas dicas sobre as tendências do varejo em 2020. Veja também como se proteger na rede com nosso guia completo sobre ransomware.