Reduza os custos de TI da sua empresa ou ganhe dinheiro fazendo chamados de TI

Blog

Tudo que você precisa saber sobre tecnologia em um só lugar.

Proteção contra hackers: como se proteger em casa e no trabalho

Proteção contra hackers

Diariamente circulam na web dados pessoais e sigilosos que usuários compartilham em casa ou no trabalho. Pensando nisso, apostar em uma boa proteção contra hackers é uma das maiores preocupações da atualidade. 

Até não muito tempo atrás, a preocupação com a segurança da navegação não era assim tão grande. Porém, com sistemas de grandes empresas sendo invadidos, como da Sony, NASA, FBI e até o sistema do próprio governo brasileiro, é comum que as pessoas tenham começado a se sentirem desprotegidas e vulneráveis.

Adotar técnicas de proteção contra hackers é uma medida muito importante e que deve ser constantemente monitorada. Além disso, com uma pequena mudança de hábitos e com a adoção de estratégias simples de navegação o usuário já pode fazer muito pela sua segurança.

Se você também se preocupa com a segurança das suas informações e quer evitar ter seu computador invadido por pessoas mal intencionadas, o texto de hoje é para você.

Vamos explicar como adotar na sua rotina uma proteção contra hackers efetiva através de algumas dicas que podem ser colocadas em prática tanto em casa, no uso pessoal, quanto no trabalho, profissionalmente.

Acompanhe!

O que são hackers?

Quando falamos do contexto de ataques cibernéticos, os hackers são, de forma simplificada, pessoas mal intencionadas que se aproveitam todos os dias de pequenos descuidos de usuários de outros usuários para roubar informações

Porém, o termo é mais abrangente e considera não somente aqueles que agem como criminosos virtuais, mas a qualquer pessoa que se dedique à computação ao ponto de descobrir novas funções para um sistema, que não eram atribuídas a ele originalmente.

De qualquer forma, é importante ficar atento, já que as pessoas com esse tipo de habilidade conseguem facilmente encontrar brechas em sistemas e invadi-los, caso queiram. 

Na Internet é muito fácil cair em uma dessas armadilhas. Clicar em um e-mail suspeito, baixar um arquivo de fonte não segura ou acreditar em anúncios exagerados nas redes sociais, por exemplo. 

Tudo isso pode representar um grande risco, mesmo que aparentemente seja algo inofensivo.

É por isso que as tecnologias avançam cada vez mais e surgem programas específicos para garantir que o usuário seja alertado para ações maliciosas e suspeitas na web.

Tipos de ataques mais perigosos

Os criminosos utilizam diversas estratégias para conseguirem se infiltrar em um sistema. Abaixo citamos alguns exemplos mais comuns e perigosos que necessitam de atenção e cuidado redobrado.

Phishing

O phishing é um tipo de fraude eletrônica que permite o roubo de conteúdos importantes dos usuários, como dados de cartões de crédito e informações corporativas sigilosas. 

Nesse tipo de ataque, os hackers utilizam táticas como mensagens instantâneas, por exemplo. O risco está em clicar nelas.

Por isso é importante estar sempre consciente de qual a maneira segura de acessar a rede, não clicar em qualquer mensagem de forma precipitada e também ter a capacidade de identificar mensagens suspeitas.

Malware

Os malwares ainda são uma das principais causas de problemas de segurança em sistemas. Sua categoria é bem ampla e existem vários tipos dele, como vírus, cavalos de Tróia, spywares e ransomwares são alguns deles.

Basicamente, os malwares são uma parte de software que foi modificada para danificar dispositivos, roubar dados e causar diversos tipos de danos aos usuários que tiverem seus dispositivos infectados. 

DDoS

Os ataques DDoS, ou ataques de negação de serviço distribuído, podem ser extremamente prejudiciais para empresas. Ao atingirem um sistema, esses ataques podem sobrecarregar os servidores corporativos, interferindo diretamente na produtividade e nas entregas da empresa.

Ainda que aparentemente seja um tipo de ataque mais simples se comparado aos mais recentes e de última geração, quando não recebe a atenção devida pode ocasionar a perda de clientes por conta da indisponibilidade do sistema.

Criptojacking

O criptojacking se caracteriza por um hacker que utiliza o dispositivo de outra pessoa para secretamente fazer a mineração de criptomoedas.

A forma mais comum e evoluída do ataque faz com que o usuário utilize sites que exploram o computador para que as moedas virtuais possam ser geradas. 

A máquina usada como “laranja” para o golpe pode posteriormente apresentar problemas de hardware, visto que o processo exige muito da máquina, além de ocasionar lentidão e travamentos.

Dicas de proteção contra hackers

Agora você já sabe o que são hackers e quais os meios de ataque mais perigosos utilizados por eles para praticar invasões a sistemas de empresas e usuários. Vamos ver então dicas importantes de proteção contra hackers que você pode adotar para evitar passar por alguma destas situações.

1. Tenha um antivírus

Ter instalado na máquina um software antivírus é o primeiro passo para cuidar da segurança durante a navegação web. 

Mantendo o programa atualizado em sua versão mais recente, ele poderá alertar caso você acesse um site suspeito ou baixe um arquivo não confiável. Com isso, é possível evitar com eficiência algumas dores de cabeça.

2. Mantenha o software atualizado

Uma máquina desatualizada acaba se tornando mais vulnerável. Para evitar a invasão de um hacker, certifique-se de manter tudo atualizado assim que as versões mais recentes saírem.

3. Utilize criptografia em e-mails importantes

Os e-mails que não contam com criptografia podem ser interceptados por terceiros e lidos com facilidade. Por esse motivo é importante não trocar informações sigilosas ou arquivos importantes sem antes ativar esse método de proteção.

Uma boa dica para quem não entende muito de criptografia mas quer se comunicar com segurança é utilizar serviços automáticos como o ProtonMail.

4. Use VPN

A VPN é uma ferramenta essencial para acessar uma rede forma anônima e mais segura. Principalmente no caso de conexões livres e públicas, em que muitas pessoas acessam e acabam sendo um ambiente ideal para criminosos, é muito importante se proteger para que as suas informações não sejam interceptadas. 

O Hola, por exemplo, é uma opção eficiente e gratuita.

5. Utilize a verificação em duas etapas

Uma dica simples de proteção contra hackers é o uso da verificação em duas etapas, um recurso muito comum em redes sociais, e-mails e outros serviços de conta online

Ele nada mais é do que uma proteção extra, além da tradicional senha, que será solicitada para executar ações mais específicas ou mesmo se o serviço detectar alguma atividade suspeita, como IPs ou dispositivos incomuns tentando acessar a conta.

É uma medida simples e que faz muita diferença.

6. Procure um profissional

Se você não sabe como realizar os procedimentos de segurança ou não sabe como identificar as vulnerabilidades da sua máquina, a melhor solução é chamar um profissional.

Ele poderá fazer uma avaliação completa e identificar brechas de segurança através de verificações minuciosas, além de executar medidas técnicas no sistema que o deixarão com uma proteção contra hackers mais forte.

Essas foram nossas dicas de proteção contra hackers. Gostou desse conteúdo? Leia também sobre o perigo dos hackers internacionais.