Reduza os custos de TI da sua empresa ou ganhe dinheiro fazendo chamados de TI

Blog

Tudo que você precisa saber sobre tecnologia em um só lugar.

Outsourcing de TI: TUDO que você deve saber antes de contratar

Outsourcing de TI: TUDO que você deve saber antes de contratar

Você sabe o que é outsourcing de TI? Se a sua resposta for não, você está perdendo uma grande chance de investir melhor nos seus negócios.

É muito comum que algumas empresas não possuam a infraestrutura ou o conhecimento necessários para executarem seus projetos de forma correta. Isso, sem dúvidas, prejudica o resultado final.

Reconhecer que precisa de alguém mais capacitado para determinada tarefa não é, de forma alguma, motivo de vergonha. Pelo contrário, é demonstrar uma visão diferenciada e aberta a possibilidades.

Quando gestores de TI encontram-se diante de objetivos que não conseguem alcançar com os recursos materiais e humanos de que dispõem naquele momento, eles podem decidir entre duas opções: parar no tempo ou seguir em frente com o outsourcing de TI.

Quer entender melhor o que é outsourcing e sobre o que estamos falando? Continue a leitura!

O que é outsourcing de TI?

De maneira simples, podemos dizer que o outsourcing de TI é um termo em inglês para a terceirização da sua área de tecnologia.

Utilizando esse serviço, você deixará nas mãos de uma empresa especializada algumas determinadas atividades de tecnologia. Dependendo da situação, pode ser, até mesmo, o setor inteiro.

Optando pelo outsourcing de TI o seu parceiro será responsável pelo gerenciamento de todas as ações da sua área de TI. Desta maneira, em um prazo estabelecido, ele prestará contas das atividades desenvolvidas e dos resultados obtidos.

Ou seja, a empresa contratante realmente não precisa se preocupar com a execução das tarefas. Ela apenas acompanhará o que está sendo realizado pelo parceiro.

Outsourcing x Terceirização

Como já explicamos, o outsourcing nada mais é do que um termo em inglês que se refere à terceirização da gestão e do controle dos sistemas relacionados a um setor-chave de determinada empresa

Você já deve ter ouvido falar em terceirização de serviços, certo? 

Essa tem sido uma forma de serviço muito utilizada nos últimos anos, pois tem apresentado um melhor custo-benefício, além de aumentar a produtividade para o negócio. 

Porém, apesar de serem conceitos parecidos, terceirização e outsourcing não são exatamente a mesma coisa. Para compreender melhor o que é outsourcing, podemos dizer que este se baseia em uma área mais específica da terceirização, aquela que busca atingir diretamente o core business da empresa.

Se a terceirização pode ser aproveitada para diversos serviços de uma empresa, por exemplo, logística, limpeza, segurança, transporte e atendimento, o outsourcing atua em tecnologia da informação, qualidade, produção, vendas e finanças.

Exemplo de outsourcing de TI

Na área de TI, por exemplo, trocar uma equipe interna por uma contratada pode trazer diversas vantagens, como maior monitoramento e prevenção contra falhas no sistema, além de permitir a flexibilidade de processos. 

Como o mercado atual está cada dia mais moderno e competitivo, isso obriga as empresas a adotarem soluções melhores, capazes de otimizar a gestão dos negócios, principalmente nesses setores que agregam diferencial. 

Adotar o outsourcing de TI acaba sendo uma maneira de ter profissionais qualificados e com tempo hábil para atender às suas demandas sem que, necessariamente, você precise dedicar parte do seu tempo supervisionando esse determinado setor.

Assim, as outras equipes internas podem ter mais sua atenção e se organizarem de uma forma otimizada.

E-book grátis: Por que terceirizar a TI da sua empresa?

Outsourcing x Body Shop

Mas e o body shop de TI? Esse termos também são bastante confundidos. O body shop também é uma forma de terceirização, porém a sua execução acontece de maneira diferente do outsourcing.

O body shop de TI diz respeito a alocação de profissionais especializados em um segmento. Eles são absorvidos pelas equipes internas de TI das empresas, por um período pré-estabelecido.

Enquanto no outsourcing a empresa deixa a cargo de um parceiro todas as atividades da sua área de tecnologia, através do body shop de TI ela terceiriza apenas os profissionais.

Desta maneira, o gerenciamento, treinamento e orientações de trabalho destes especialistas são de responsabilidade total do contratante. Portanto, o parceiro contratado tem apenas a função de localizar os profissionais especializados, intermediando a alocação desses técnicos nas empresas que necessitam do serviço.

Qual modelo de terceirização é melhor?

Cada um desses modelos funciona para segmentos e portes de empresas diferentes.

  • O outsourcing de TI é recomendado para PMEs ou empresas em que a tecnologia não faz parte do seu produto ou serviço final. Por exemplo, um escritório de advocacia ou um restaurante.
  • Por outro lado, o body shop de TI deve ser adotado por empresas que possuam uma equipe de TI, já que o gerenciamento deve ser realizado internamente.

Além disso, outro setor que pode se beneficiar do body shop de TI são empresas que oferecem o serviço de suporte especializado de TI.

Isso inclui desde negócios menores, que necessitam encontrar parceiros que os auxiliem, para não perder os contratos de seus clientes, até grandes empresas, que oferecem soluções completas aos seus clientes e precisam de apoio para operar os seus serviços.


👉 Leia também: Serviços de TI: quais são e 5 vantagens de terceirizá-los


Histórico do outsourcing de TI

Outsourcing foi um termo criado em 1980 para descrever a crescente tendência de grandes companhias que estavam transferindo seus sistemas de informação a provedores externos, uma prática que data do começo da era moderna.

Embora o termo remeta à década de 80, seu conceito começa a ganhar credibilidade no início da década de 70, já que ocorreu uma grande competição nos mercados globais, principalmente, nas áreas de informação tecnológica das companhias que, até então, eram um pouco negligenciadas.

Em 1998, o outsourcing alcançou uma cifra de negócios a nível mundial de cem milhões de dólares. De acordo com dados recentes, em 2019 este mercado alcançou a marca de 92,5 bilhões de dólares.

Nos últimos anos, o mercado mundial de outsourcing tem se expandido muito rapidamente e novos setores aparecem e se transformam em novas possibilidades de negócios para as empresas brasileiras.

Outsourcing de TI no Brasil

De uma forma geral, no Brasil, a prática do outsourcing está relacionada ao fornecimento de tecnologia.  

O serviço de outsourcing precisa estar devidamente regularizado, é claro. No Brasil, a Súmula 331 do TST facilita o processo de execução de forma simplificada e legal.

Conforme está especificado em seu item III: “Não forma vínculo de emprego com o tomador a contratação de serviços de vigilância (Lei nº 7.102, de 20.06.1983) e de conservação e limpeza, bem como a de serviços especializados ligados a atividade-meio do tomador, desde que inexistente a pessoalidade e a subordinação direta”.


👉 Leia mais: Terceirização no Brasil: como essa tendência mundial afeta você


Quando sua empresa deve investir em outsourcing de TI?

O momento certo de investir em outsourcing precisa ser analisado estrategicamente por cada empreendimento, visualizando o cenário como um todo.

Porém, há alguns sinais que mostram que a empresa está precisando desse tipo de serviço. Será que o seu negócio está apresentando algum desses indícios? 

Dificuldade em atender os próprios clientes

Sua equipe de suporte está sobrecarregada e você precisa sempre contratar novos operadores? Talvez esse seja um sinal de que sua empresa deveria terceirizar os serviços de Help Desk e Service Desk.

Reduzir custos com softwares e sistemas

Sabemos que pode sair caro manter os melhores softwares, pois algumas licenças são pagas em dólar e isso pode gerar um custo alto para a empresa. 

Essa é outra preocupação que o outsourcing de TI pode suprir, já que sua empresa não precisará mais se preocupar com essas mensalidades.

Garantir a segurança dos dados da empresa

Uma empresa, independente do porte ou ramo de atuação, gera um grande volume de dados (conhecido como big data). Esses dados podem ser mal utilizados na mão de cibercriminosos. 

Por isso, é de extrema importância manter os dados da sua empresa seguros, e uma empresa de outsourcing de TI pode te ajudar nessa missão.


👉 Leia mais: Cibersegurança: 9 dicas para manter sua empresa bem protegida


Dificuldade de se adequar à nova LGPD

A Lei Geral de Proteção de Dados já está em vigor no Brasil e tem pego algumas empresas de surpresa. Desde maio de 2021, as penalidades já podem ser aplicadas. Por isso, se sua empresa ainda não se adequou à nova legislação, não pode mais esperar. 

No tópico anterior, falamos sobre garantir a segurança dos dados da sua empresa, e a LGPD obriga que as empresas se preocupem também em garantir o sigilo dos dados dos seus clientes.

Tem dificuldade em garantir isso? O outsourcing de TI poderá te ajudar. 

E-book grátis: Tudo sobre LGPD

Principais modelos de outsourcing

Basicamente são três os modelos de outsourcing mais conhecidos. Vamos falar sobre eles agora: 

Outsourcing doméstico ou onshore

Este tipo de outsourcing diz respeito à terceirização de um parceiro localizado no mesmo país que a empresa contratante.

Neste cenário, a terceirização é menos burocrática e facilita o suporte presencial. Porém, pode sair mais cara se comparada com a terceirização offshore (abaixo).

Outsourcing estrangeiro ou offshore

Já o outsourcing offshore é o oposto do onshore: trata-se de empresas que terceirizam serviços de uma empresa localizada em outro país.

Neste caso, podem existir dificuldades para gerenciar a equipe, como diferença de fusos, idiomas, entre outros. Mas uma das vantagens costuma ser a redução de taxas e, consequentemente, de custos. Isso acontece principalmente com empresas cuja moeda local é mais valorizada em relação à moeda corrente no país da empresa contratada.


👉 Leia também: Como reduzir os custos de TI com profissionais sob demanda?


Outsourcing nearshore

O outsourcing nearshore é uma variação do offshore. É também a terceirização de serviços de uma empresa localizada em outro país, porém especificamente em países fronteiriços.

O objetivo principal é melhorar a comunicação e diminuir as barreiras socioculturais. Ou seja, são países com idiomas e características parecidas, fusos mais próximos e possivelmente relações econômicas mais bem estabelecidas.

Formas de aplicação do outsourcing de TI

Agora que você já sabe os principais pontos que envolvem o outsourcing de TI, chegou a hora de entender como aplicá-lo. 

Basicamente, existem duas formas: O Business Process Outsourcing (BPO) e o Business Transformation Outsourcing (BTO). Vamos explicar cada um deles a seguir:

BPO

O BPO ocorre quando a empresa terceiriza os processos internos que não estão diretamente conectados ao negócio principal. Assim, alguns procedimentos da organização passam para um especialista em processos internos.

A ideia é que a empresa mantenha o foco em sua atividade principal e não precise atuar em áreas alheias a ela. 

Tentar fazer tudo ao mesmo tempo pode acarretar em perda de mercado e impactos negativos no faturamento, já que o consumidor está sempre à procura de excelência no produto e/ou serviço.

De forma reduzida e simplificada, o BPO ajuda a empresa a dedicar-se exclusivamente ao seu serviço de maior potencial e, com isso, oferecer um melhor padrão ao cliente.  

BTO

Já o BTO envolve, além da realização da operação, a análise do processo. Assim, trabalha os pontos que precisam de remodelação, a fim de transformar a gestão da empresa e buscar maior eficiência operacional.

O BTO vai além do BPO, quando além do serviço, propõe soluções e transformações para o negócio, buscando maior fluidez nas operações. A estrutura proporcionada pelo BTO procura ser flexível e escalável em todos os níveis: pessoas, processos e ambiente, atendendo volumes e demandas diversas. 

Muitas delas fornecem suporte à transformação digital, antecipando mudanças e otimizando o controle e a qualidade das operações, tornando-as mais competitivas e rentáveis.


👉 Leia também: Transformação digital e TI: como conectar minha empresa?


É o caso de qualquer empresa que decide descentralizar seus departamentos, além do TI, como contabilidade, departamento pessoal, recursos humanos e recrutamento, entre outros. Dessa forma, seu objetivo é tornar esses departamentos mais efetivos.

O BTO utiliza métodos relacionados à consultoria, tecnologia, observação, analytics e workflow. O objetivo é padronizar, racionalizar e otimizar os processos de negócio da empresa para que ela possa se concentrar no foco do negócio.

Serviços de TI que mais se beneficiam do outsourcing

Para entender se o outsourcing de TI se encaixa na sua empresa, você pode avaliar também algumas das atividades de TI mais comumente terceirizadas. Confira:

Help Desk e Service Desk

Tanto o Help Desk quanto o Service Desk são serviços de atendimento ao cliente.

O Help Desk tem como objetivo solucionar problemas do cotidiano da empresa, considerados mais simples. Quando uma empresa é contratada para esse atendimento, funciona como em um call center, por meio de chamados e demandas recebidas dos usuários ou consumidores.

O Service Desk, por sua vez, também conhecido como suporte de nível 2, é formado por analistas e técnicos mais experientes. Além de resolver problemas mais complexos, também auxilia nas estratégias de negócio.

Infraestrutura de TI

São desafios comuns na infraestrutura de TI da empresa: problemas de performance, manutenção recorrente, indisponibilidades não programadas e demora na atualização de softwares e hardwares.

Investir no outsourcing de TI pode ajudar a resolver questões técnicas pontuais, já que você não precisa redirecionar o seu time de TI para consertar essas falhas nem adquirir novos equipamentos. 

Serviços gerenciados de TI

Aproveitando que falamos sobre infraestrutura de TI, existe um outro tipo de serviço que faz referência direta à sua gestão: são os serviços gerenciados.

Neste tipo de serviço, a empresa terceiriza a gestão de sua infraestrutura. Ou seja, todas as atividades que não tenham relação direta com o core business.

Além de manter o setor mais organizado e funcional, o outsourcing desse tipo de serviço permite que a equipe interna foque nas operações essenciais ao negócio.


👉 Leia também: Serviços Gerenciados de Segurança: como escolher o melhor


Monitoramento de redes

Mesmo que a empresa prefira ter o controle das redes realizado internamente, para uma maior qualidade é importante que o monitoramento de redes seja realizado seguindo os padrões de outsourcing.

Para isso, os provedores de serviços de TI gerenciados disponibilizam pessoal qualificado para constantemente observar, analisar e identificar as falhas operacionais antes mesmo que elas possam causar danos.


👉 Leia também: Não deixe que sua empresa pare por falta de manutenção de redes


Segurança digital

O outsourcing de TI permite que uma equipe competente esteja sempre a postos cuidando dos dados estratégicos da sua empresa e adequando-a às regras da LGPD.

A equipe especializada de TI também poderá atuar em casos em que alguma informação tenha sido perdida, vazada ou tenha ocorrido algum problema no próprio sistema interno.

Essa segurança tende a gerar impactos diretos na produtividade, aumentando os lucros do negócio.

Para que isso aconteça, é necessário optar por uma prestadora de serviços que ofereça profissionais qualificados que estejam aptos para atuar com todas as habilidades que a atividade exige.


👉 Leia também: Segurança em banco de dados: com o que se preocupar


Desenvolvimento de aplicações

Não é nada barato contratar um profissional qualificado para o desenvolvimento de aplicações, correto? Por isso, muitas vezes é mais eficaz contratar uma empresa de outsourcing que vai te ajudar nessa tarefa. 

Otimizando a performance e o desenvolvimento das suas aplicações, a empresa passa a ter normas mais específicas no envio de informações, troca de dados, processos mais estruturados e maior fluidez.

Consultorias

As consultorias podem ser desenvolvidas em todas as áreas da empresa. Especialmente as que precisarem de suporte tecnológico, como no caso da TI. 

Ter uma empresa que preste essa consultoria para sua empresa poderá alavancar as potencialidades de cada departamento e identificar os pontos fracos

Mas, em casos como o do setor de RH, por exemplo, o outsourcing pode cuidar dos colaboradores e das necessidades operacionais (controle de ponto, pagamentos, contratação e demissão), otimizando o tempo e realocando os funcionários. 

Portanto, seja qual for o setor, em vez de contratar mais um colaborador permanente ou estagiário, a empresa pode investir na contratação dos serviços de outsourcing.


👉 Leia também: Como uma consultoria de TI pode ajudar a aumentar o meu faturamento?


Principais vantagens do outsourcing de TI

Separamos para você as principais vantagens de utilizar o outsourcing. Veja abaixo!

Acesso à melhor tecnologia do mercado

É impressionante como softwares e hardwares se tornam ultrapassados, concorda?

Somado a isso, a chegada constante ao mercado de novas metodologias de aplicação da tecnologia acabam deixando muitas empresas para trás.

Entendendo o que é outsourcing e sua importância, os gestores de um negócio têm acesso a recursos e profissionais atualizados no mercado, o que pode melhorar sua performance técnica e os negócios com os seus concorrentes.

Ao mesmo passo em que ganham competitividade, os profissionais do departamento interno podem manter o foco em atividades estratégicas e projetos mais urgentes, mantendo um equilíbrio das atividades e da satisfação do cliente.

Agilidade e qualidade

Pensando estrategicamente, as empresas que aplicam o outsourcing de TI podem se dedicar de fato ao que mais interessa: ir direto na fonte de lucro em vez de focar tarefas rotineiras e se desgastar.

Isso elimina uma boa parte das preocupações com gestão e manutenção de infraestrutura  que impedem de seguir os objetivos e bater as metas. 

Para completar, o serviço do outsourcing de TI é direcionado para os indicadores de desempenho. Isso quer dizer que, através dele, você promove soluções ágeis, eficientes e que se ajustam melhor à sua empresa, resultando na eficiência do setor.

Uma empresa especializada dispõe de uma equipe maior e mais completa à sua disposição. Sua abrangência de atendimento é muito superior em relação a de uma equipe de TI interna. 

Desta forma, é possível atender filiais, escritórios em outras localidades ou chamados de última hora sem deslocar seus colaboradores e, muito menos, sem custos extras.

Para isso, não deixe de incluir no contrato detalhes como o tempo de resposta, para que a empresa contratada possa estar ciente e assim garantir o cumprimento de itens que levarão a bons resultados.

Segurança

Ainda que a segurança de dados tenha sido facilitada por avanços recentes, ela ainda é um grande desafio.

Essa é uma das principais preocupações, principalmente em relação a informações sigilosas que garantem a vantagem competitiva para uma empresa.

É por isso que contar com boas empresas de outsourcing de TI pode fazer grande diferença para sua gestão, já que essas pessoas são capacitadas para orientar você sobre quais são os melhores métodos de prevenção e proteção.

Assim como se acontecer algum imprevisto, como falha no sistema ou perda de arquivos, são eles que poderão decidir a melhor forma de proceder.

Maior produtividade

Através de experiências adquiridas com outros trabalhos e das ferramentas e treinamentos nos quais investiram, as equipes se qualificam para executarem os processos com qualidade e em menos tempo.

Isso, como consequência, garante boa produtividade e eficiência nas operações.

Essa rapidez na resposta para as solicitações representa o diferencial que toda empresa precisa e que todo cliente quer. 

Em soma, evita desperdícios, reduz perdas, aproveita as oportunidades, minimiza as ameaças e melhora a experiência.

E-book "Apps de produtividade para PMEs"

Equipe dedicada às funções estratégicas

De acordo com a 17ª edição do prêmio IT Leaders, promovido pelo portal ComputerWorld, das três iniciativas de negócios com envolvimento significativo da TI, a mais importante delas é a de aumentar a eficiência operacional das empresas (60%).

Nesse cenário, é importante que as equipes de TI se dediquem às funções estratégicas de maior importância. São elas que contribuirão para aumentar a sua eficiência profissional.

As atividades operacionais, como o suporte técnico para os demais departamentos, podem ficar a cargo de um parceiro de confiança. Desta maneira, será preciso apenas gerenciar e acompanhar os resultados.

Conforme informações do IDC (International Data Corporation), 80% do tempo das equipes de TI é destinado, de maneira errônea, para atribuições operacionais e rotineiras.

Para não fazer parte dessa porcentagem, opte pelo outsourcing de TI. Desta forma, você e sua equipe ficaram livres para desenvolver projetos e implantar melhorias de impacto para o negócio.

Redução de custos

Infraestrutura, salários de equipes, solução para processamento e conhecimento no tema para o correto manuseio das informações. Muita coisa, não?

Além do alto custo pensando nos bens materiais da situação, resolver todos esses tópicos demanda muito tempo e dedicação. 

Depois de conhecer o que é outsourcing e adotá-lo na sua gestão, você precisará apenas ter cuidado ao avaliar as empresas fornecedoras do serviço para contratá-las com confiança para cuidar de tudo isso. (vamos falar sobre isso mais adiante)

As empresas que contrataram os serviços da NetSupport, por exemplo, economizaram mais de 25% em seus orçamentos.

É importante também delegar algum profissional para atuar entre o fornecedor dos serviços e sua empresa. Ou seja, menos trabalho e menos custo para você se preocupar.

E-book grátis: Por que terceirizar a TI da sua empresa?

Desvantagens do outsourcing de TI

Sim, como tudo na vida, o outsourcing tem vantagens mas também traz algumas desvantagens. Vamos falar sobre a seguir. Continue com a gente. 

Menos controle

O outsourcing pode dar muita segurança à empresa contratante, porém, o gestor deve ficar atento a como o trabalho está sendo feito e aos resultados apresentados. 

É preciso que a empresa contratante tenha o cuidado de não se afastar demais das atividades praticadas pela empresa contratada, ficando sempre a par do que está sendo realizado.

Dependência

Essa desvantagem tem tudo a ver com a anterior. Já que a empresa não precisará contratar e capacitar seus próprios funcionários para aquela função, isso poderá resultar em uma falta de know how a longo prazo.

Por isso, mesmo contratando o outsourcing de TI é importante estar sempre acompanhando as novas tendências.

Dificuldade de comunicação

É preciso que o sistema de trabalho das duas empresas estejam alinhados, o que nem sempre acontece. É importante cuidar muito bem da comunicação no caso de terceirizar algum setor. 

Isso vai dar mais segurança e confiança aos colaboradores da sua empresa, que entenderão melhor o que a empresa terceirizada está fazendo, permitindo que haja um trabalho em equipe.

Culturas divergentes

Além dos processos, as culturas das duas empresas também podem ser incompatíveis, resultando em divergências e um trabalho aquém do esperado.

Por isso, se você vai contratar uma empresa para a realizar o outsourcing em TI busque compreender os valores e propósitos da organização.

Abertura a terceiros

No outsourcing, é comum que acessos e informações confidenciais sejam concedidos a terceiros. Por isso, é de extrema importância que a contratante tenha o cuidado de incluir cláusulas de confidencialidade no contrato, além de reforçar seu sistema de segurança.

Como implementar o outsourcing de TI na empresa?

Mesmo hoje em dia, com a modernização das empresas, ainda nos deparamos com alguns preconceitos em relação ao outsourcing de TI.

Vale destacar que a terceirização não tem a ver com queda no padrão. Ao contrário, terceirizar uma parte de sua operação, ou até mesmo um setor inteira, é um desafio para que este ganhe mais força e aumente seu potencial.

Para entender melhor o processo de implementação do outsourcing, listamos as etapas importantes: 

1. Identifique as oportunidades

O outsourcing é uma realidade. Não se trata de delegar tarefas que sua equipe não tenha expertise ou infraestrutura para realizar.

É a compreensão de que o mercado mudou e contar com uma empresa que realize outsourcing em TI é fundamental, bem como entender a importância do acompanhamento dos serviços durante essa transição. 

Inicialmente deve ser desenvolvida uma auditoria em toda a infraestrutura de TI da sua empresa, com backup de todos os dados, verificação dos acessos e redefinições de senhas e permissões, por exemplo.

Escolher os setores que precisam de um “upgrade” e podem ser entregues a uma empresa de outsourcing é o primeiro passo. É importante também avaliar a relação custo-benefício do outsourcing em relação aos custos daquele setor atualmente.


👉 Leia também: Planejamento estratégico de TI: um guia de quando e como fazer


2. Selecione o fornecedor de serviços

De posse de toda a documentação do ambiente, e um planejamento coerente para um ano, ou conforme a necessidade da empresa, uma equipe especializada pode começar a assumir os serviços gradativamente. 

Pesquisar e escolher o fornecedor dos serviços com cautela, buscar referências, indicações, etc. é o segundo passo. Vamos falar especificamente sobre isso mais adiante.

3. Faça uma boa transição

Após a contratação do outsourcing de TI, sua empresa precisará passar por um processo de transição. Para isso, elabore um planejamento e faça uma reunião com os responsáveis pelo setor para alinhar expectativas.

4. Acompanhe a evolução do desempenho

Claro que você não deixará tudo nas mãos da empresa contratada sem monitorar, certo? É preciso avaliar o desempenho do parceiro de outsourcing escolhido e implementar medidas corretivas (se necessário).

A ideia é que seja uma vantagem para todos: os funcionários que poderão ser motivados ao assumir atividades diferentes e a própria empresa que só tem a ganhar com as melhorias e nova coordenação de tarefas.

E-book grátis: Gestão de TI previne problemas

Como escolher o fornecedor ideal: 6 dicas para você não errar

Na hora de decidir qual empresa você irá contratar, é preciso atenção a alguns fatores. Verifique as referências, se eles podem realizar uma demonstração do serviço, mostrar o portfólio ou algum parceiro que seja do seu ramo de atuação, por exemplo.

Pesquise tudo com muita calma. Ainda que seja urgente, vale a pena se certificar de todas as formas. 

O outsourcing de TI conta com uma enorme quantidade de fornecedores. Por isso, é essencial prestar atenção em alguns pontos para que se torne benéfica para a empresa.

1. Peça referências em outsourcing de TI

Você conhece alguma empresa que já contratou os serviços de outsourcing que você está buscando? Converse e descubra se eles estão satisfeitos com o trabalho prestado.

Muitas empresas já possuem também cases de sucesso para mostrar aos possíveis novos clientes, vale a pena dar uma olhada também nesses registros.

Você também pode levar em consideração a tradição de mercado daquela empresa. Há quanto tempo ela atua neste segmento? Tem experiência com a prestação do serviço?

2. Avalie currículo e certificações da equipe

Se você vai passar a responsabilidade de uma área da sua empresa para uma empresa terceirizada, é preciso garantir que os colaboradores tenham as certificações necessárias para o trabalho.

3. Atente-se às cláusulas contratuais

O SLA é um importante aliado no processo de outsourcing de TI. Como garantir que a empresa terceirizada irá trabalhar com os prazos que você estipulou? Através de um SLA, é claro. 

O SLA nada mais é que um contrato de prestação de serviço que vai definir pontos importantes como o tempo limite para que um cliente seja atendido.


👉 Leia também: SLA de atendimento: como montar esse contrato em 5 passos


4. Use equipamentos e softwares modernos e atualizados

Outro ponto essencial é garantir que os sistemas utilizados sejam modernos, adequados e seguros para o trabalho.

Não deixe de perguntar quais softwares serão utilizados no serviço e pesquisar um pouco sobre eles. 

5. Cheque se os valores das empresas estão alinhados

Como já dissemos, a empresa que prestará o serviço de outsourcing deve ser uma parceira no seu negócio. Por isso, é importantíssimo que os valores das duas empresas estejam alinhados. 

Por exemplo, se sua empresa tem pegada sustentável, está preocupada com a diminuição do uso do plástico e utiliza materiais reutilizáveis, não faz sentido contratar como parceira uma empresa que queira o lucro acima de tudo e não se preocupe com a quantidade de folhas gastas, por exemplo.

6. Pergunte se há a possibilidade de testar o serviço

Ao optar por contratar uma empresa de outsourcing, procure realizar um teste gratuito ou ter acesso a uma demonstração do serviço. Assim, você conseguirá ter certeza de que é aquilo que está procurando. 

E aí, gostou das nossas dicas? Se você precisa de um outsourcing de TI de qualidade, deixe seu contato abaixo e fale com a gente!