Reduza os custos de TI da sua empresa ou ganhe dinheiro fazendo chamados de TI

Blog

Tudo que você precisa saber sobre tecnologia em um só lugar.

Como planejar um ótimo orçamento de TI para a empresa

Como planejar um ótimo orçamento de TI para a empresa

Os empreendedores se preocupam cada dia mais com o orçamento de TI, visto que esse setor tem se tornado muito importante para o sucesso de uma estratégia de negócios.

Na mesma medida em que a tecnologia ocupa uma posição de destaque dentro das organizações, os custos que ela demanda acabam sendo mais frequentes. 

Em outras palavras, o controle é essencial para que a empresa saiba onde ela precisa investir e qual o momento certo para tal.

Neste artigo, você entenderá melhor qual a importância de um orçamento de TI, quais seus impactos para a empresa e que boas práticas você deve adotar para implementar esse planejamento no seu negócio.

Confira!

A importância do orçamento de TI

Ao longo dos últimos anos, o papel da TI nas empresas passou do nível operacional ao estratégico. 

Estamos em tempos de transformação digital, e o crescimento do mercado está fortemente apoiado às ferramentas tecnológicas. Em outras palavras, as empresas estão dependentes da TI e o investimento nessa área é inevitável. 

Há uma demanda muito recorrente em planejar e executar o suporte tecnológico, diretamente responsável pelo crescimento da empresa, além de manter diversos processos integrados, promover inovação e ainda aumentar a competitividade.

Na prática, os recursos da TI permitem que as empresas alcancem a máxima performance com os recursos que já têm. O apoio se reflete nos resultados de metas como:

  • Tomada de decisão mais assertiva;
  • Minimização de riscos;
  • Promoção do desenvolvimento progressivo e constante;
  • Otimização de custos;
  • Mitigação de falhas;
  • Acompanhamento de resultados e aplicação de melhorias;
  • Apoio à rotina operacional;
  • Aumento da competitividade;
  • Automatização das atividades.

O problema é que não há como improvisar quando o assunto é dinheiro e para a TI os recursos não são infinitos. A falta de planejamento pode fazer com que a gestão extrapole esse orçamento, enfraquecendo o lado financeiro do negócio.

É por isso que um bom orçamento de TI, aliado a uma gestão eficiente e uma estratégia de investimento se tornaram os princípios de uma empresa que visa a otimização de recursos e a mitigação de contratempos.

Boas práticas para o seu orçamento de TI

Diante da necessidade de contar com a disponibilidade de TI sem ter custos além dos quais a empresa pode arcar, o orçamento é uma peça-chave que deve receber uma atenção especial.

Existem atitudes práticas que contribuem para um planejamento assertivo e menos propenso a erros. Listamos as principais delas a seguir:

Faça uma análise dos sistemas

O planejamento deve começar pensando em medidas de prevenção, ou seja, focado em evitar problemas que possam acabar gerando custos emergenciais para o negócio.

Sendo assim, faça uma análise detalhada dos pontos fracos do sistema e busque eliminá-los através de investimentos, evitando que posteriormente eles causem imprevistos negativos para o financeiro da empresa.

Priorize aspectos essenciais

Dentro de um orçamento de TI existem aspectos essenciais, ou seja, que não podem ser deixados para segundo plano. Ao dar prioridade a eles, você garante que a qualidade do serviço não será prejudicada.

Alguns dos principais aspectos essenciais no contexto atual são:

  • Atualização tecnológica: tenha em mente que o tempo de vida útil dos equipamentos está cada vez menor, representando uma alta defasagem. Sendo assim, é importante optar por máquinas com um potencial de durabilidade maior, além de calcular o período ideal para troca;
  • Segurança de dados: o vazamento, perda ou roubo de dados têm sido preocupações recorrentes no contexto corporativo. Com a LGPD, as penalidades às empresas representam prejuízos morais e financeiros devido à ameaça de processos jurídicos. Sendo assim, prevenir esse problema é essencial;
  • Gestão remota: a necessidade de ter uma gestão móvel nunca foi tão clara quanto durante a pandemia da COVID-19. Setores inteiros de empresas tiveram que migrar para o home office e o gerenciamento e suporte remoto de TI é o que tem garantido o apoio a usuários e a estações de trabalho, ainda que distantes.

Conheça nosso Service Desk ilimitado!

Faça previsões

As empresas visam crescimento, ou seja, elas trabalham para avançar de um patamar para outro. Isso, é claro, reflete no orçamento de TI. 

Por essa razão, é importante olhar o faturamento do ano anterior e, além de conferir se o empreendimento apresenta estabilidade, é preciso considerar a possibilidade de expansão em um prazo de três ou cinco anos. 

A demanda para os novos projetos deve estar incluída nos cálculos, pensando a longo prazo.

Considere o contexto econômico

O orçamento de TI deve estar atento também às oscilações da economia, visando assegurar a rentabilidade e competitividade no segmento de mercado em que a empresa atua. 

Sendo assim, uma alternativa mais viável é se concentrar em investir mais nos custos operacionais do que nos de aquisição de bens.

Tenha uma equipe treinada e preparada

De nada adianta contar com a melhor infraestrutura se os colaboradores estão despreparados. Isso pode provocar uma situação ainda pior.

Portanto, não deixe de considerar também os gastos com treinamentos e capacitações que garantam que os equipamentos sejam utilizados da maneira correta. 

Não utilize softwares obsoletos

A utilização de programas obsoletos na intenção de economizar na sua licença é um erro muito grave e pode provocar prejuízos sérios.

Esse tipo de postura coloca a empresa em risco, sujeita a problemas como perda de dados importantes, vírus e até ataques virtuais. Invista sempre nas versões mais recentes de programas e opte por tecnologias mais modernas, como o cloud computing.

Monitore a execução do orçamento de TI

Concluído o planejamento e dada sua implantação, o gestor não pode deixar de acompanhar a execução do processo. Isso significa fazer relatórios e dar feedbacks de forma metódica, avaliando e aplicando melhorias.

Isso também contribui para que a equipe toda tenha mais consciência das necessidades do negócio, compreendendo as práticas que futuramente serão ainda melhores para a empresa. 

Para que isso dê certo, é importante que nenhuma das etapas do planejamento seja atropelada. Boicotar o orçamento de TI faz com que ele perca sua clareza e eficácia.

Gostou dessas dicas de como elaborar um orçamento de TI que realmente funciona? Veja também como você pode reduzir os custos com esse planejamento ao contratar profissionais sob demanda.

E-book grátis: Por que terceirizar a TI da sua empresa?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.