Reduza os custos de TI da sua empresa ou ganhe dinheiro fazendo chamados de TI

Blog

Tudo que você precisa saber sobre tecnologia em um só lugar.

Impactos e aplicações da Internet das Coisas (IoT) nas empresas

Internet das Coisas nas empresas: impactos e aplicações da IoT

Além de possibilitar o desenvolvimento de soluções interessantes para o consumidor, como carros conectados e funções de casa inteligente, a conexão digital entre objetos está redefinindo também os negócios. É por isso que, cada vez mais, devemos entender como aplicar a Internet das Coisas nas empresas.

Essas tecnologias podem ser usadas ativamente para proporcionar diversos benefícios às empresas. As conexões podem auxiliar qualquer negócio a obter um melhor aproveitamento de recursos e, consequentemente, a aumentar a lucratividade.

Todo esse cenário comprova que as empresas estão enfrentando a maior mudança desde a introdução da linha de produção na Segunda Revolução Industrial. No entanto, quais são as vantagens específicas de usar a Internet das Coisas para a otimização de processos e quais mudanças as empresas devem esperar em seu caminho? 

Continue a leitura do texto para saber mais!

O que é Internet das Coisas (IoT)?

Internet das Coisas, ou Internet of Things (IoT), do inglês, é o termo usado para designar objetos e equipamentos capazes de se conectarem à internet para interagir com outros dispositivos.

Com isso, essas “coisas” conseguem coletar dados dos seus usuários e compartilhá-los com as outras máquinas. Cria-se, assim, uma ampla rede de informações.

Hoje em dia, já existem muitos produtos que utilizam a IoT em seu funcionamento. Veja alguns exemplos:

  • Aspirador de pó;
  • Smartphones;
  • Relógios;
  • Ar-condicionado;
  • Lâmpadas;
  • Rádios;
  • Carros.

Por meio da interação entre eles, você pode ter mais controle e conforto nas atividades cotidianas. O carro, por exemplo, pode enviar sinais para que as lâmpadas da casa e o aparelho de ar-condicionado sejam ligados antes da pessoa entrar em casa.

Contudo, a IoT não se limita ao uso doméstico. Já é possível perceber os benefícios proporcionados pela Internet das Coisas nas empresas, mas isso tende a se tornar ainda mais marcante nos próximos anos.

De acordo com informações do BNDES, é muito provável que sejam movimentados US$ 132 bilhões no Brasil, até 2025, somente com a aplicação da IoT.

Nas indústrias, por exemplo, as máquinas já são capazes de interagir umas com as outras. Inclusive, diversos reparos no sistema podem ser realizados remotamente, sem necessidade de intervenção humana.

Ou seja, as próprias máquinas detectam falhas e, por meio das conexões, realizam reparos automaticamente, de forma simples e rápida.

Quais as principais mudanças da IoT para os negócios?

Como você já deve ter percebido, a Internet das Coisas vem provocando alterações profundas no modo de vida das pessoas. O mesmo vem acontecendo também com as empresas, que conseguem melhorar a automação dos processos e ter uma melhor análise dos dados.

Ter interatividade com todos os meios digitais ao seu redor é realmente uma forma de melhorar o controle administrativo do negócio. Isso porque, com o uso dessas tecnologias, há uma grande redução dos erros operacionais e perdas financeiras.

Vale ressaltar que, com a proximidade cada vez maior dos mundos físico e digital, as empresas podem oferecer produtos e serviços mais versáteis e oferecer experiências de compra mais agradáveis.

Veja outros grandes impactos da Internet das Coisas nas empresas:

Forma de trabalhar a cultura da empresa

Para aplicar a Internet das Coisas nas empresas, não basta integrar as máquinas e ligá-las à internet. É necessário também que os colaboradores estejam cientes e abertos a essa mudança.

Se os funcionários não estiverem dispostos a adotar novas práticas, de nada adianta tentar introduzir uma nova forma de agir e pensar na organização. Isso é essencial para que a empresa não se torne obsoleta.

Acesso aos dados em tempo real

Com a integração entre diversos dispositivos, a Internet das Coisas permite a obtenção de um grande volume de informações em tempo real. É o que chamamos de Big Data.

Em diversas empresas ao redor do mundo, o Big Data vem sendo amplamente utilizado para prevenção de perdas, gestão de operações, tomadas de decisão e previsão de diversos cenários.

Mas, para que os dados sejam devidamente processados e interpretados, é preciso contar com uma boa infraestrutura de TI e uma equipe capacitada.

Tomada de decisão mais eficaz

Seguindo o tópico anterior, vemos que, quanto mais informações os gestores tiverem à sua disposição, mais simples torna-se a tarefa de tomar decisões acertadas.

Isso diz respeito tanto às tomadas de decisão pontuais, por meio de análises rápidas do cenário e suas possíveis consequências, quanto às de longo prazo, como a implementação de novas ferramentas.

Segurança no tratamento das informações

Cada vez mais, a cibersegurança tem estado em pauta. Afinal, quanto mais dados sua empresa processa, maior é a probabilidade de haver uma brecha para ataques de hackers.

Com a Internet das Coisas e o monitoramento dos sistemas em tempo real, é possível detectar invasões no momento em que elas acontecem. Assim, a equipe de TI pode intervir rapidamente para proteger informações sigilosas.

E-book grátis: Tudo sobre LGPD

Aumento de eficiência e produtividade

Aplicando tecnologias inteligentes na empresa, fica cada vez mais fácil executar tarefas de forma rápida e eficiente. Ou seja, os colaboradores poderão fazer mais, em menos tempo.

Além disso, com a automatização dos processos, as chances de acontecerem falhas por erro humano são drasticamente reduzidas.

Gerenciamento de estoques e inventário

É muito comum que o gerenciamento de produtos seja feito manualmente. No entanto, já é possível contar com o auxílio de dispositivos inteligentes e automações de IoT para otimizar o controle dos estoques e inventários.

Dessa forma, os colaboradores têm mais tempo disponível para focar em atividades mais relevantes para o negócio.

Planilha grátis: Inventário de TI

Otimização do trabalho remoto

Hoje em dia, especialmente no cenário de pandemia, há uma forte tendência de colaboradores trabalharem remotamente.

Nesse sentido, a IoT contribui muito para a integração entre os dispositivos. Ela torna possível gerenciar um grupo de colaboradores usando apenas um smartphone e a internet, por exemplo.

Como aplicar a Internet das Coisas nas empresas?

Há inúmeras formas de aplicar a IoT no mercado, em todos os segmentos. Isso porque todas as empresas podem se beneficiar da tecnologia inteligente!

Confira abaixo algumas das suas principais aplicações:

Pagamento salarial inteligente

Uma boa alternativa para os pagamentos de folhas salariais são os sistemas automatizados e inteligentes. Sua empresa pode implementá-los por sistema de NFS ou até mesmo por aplicativos próprios.

O novo PIX, por exemplo, é uma grande vantagem em termos de automação e otimização. Basta você estar com seu aparelho inteligente perto de outro para realizar um pagamento ou até uma cobrança. Assim, evita-se a ida em bancos ou mesmo a necessidade de digitar inúmeras informações.

Essa tecnologia tem muito a ver também com o BYOD. Afinal, depende muitas vezes da pessoa ter em mãos uma tecnologia que seja compatível com o sistema. Tal problema pode ser facilmente resolvido com a distribuição de mecanismos compatíveis com a IoT para funcionários.

Em geral, esse sistema é muito útil para otimizar o tempo das áreas administrativa e financeira, pois todas as informações são transferidas e computadas sem erros. E ainda, o sistema inteligente pode otimizar a entrega de relatórios financeiros. Ou seja, além de economizar tempo, economizam-se recursos no longo prazo.

Suporte ao usuário automático

Outra grande aplicação que você pode fazer é na otimização do atendimento ao cliente, usando tablets em sua empresa.

Imagine um cliente entrando em seu estabelecimento. Ao invés de ser atendido por humanos, ele conversa com uma central inteligente que entende sua necessidade e a encaminha para o setor correto.

Tudo isso é possível com uma equipe de TI especializada, pois este tipo de tecnologia não pode ser desenvolvida de qualquer forma. Há muitas nuances que precisam ser consideradas na hora de criar o sistema, como simplicidade das informações e experiência do usuário

Implementar esta tecnologia pode ser um pouco caro de início, mas a longo prazo poderá render muitos frutos. Um bom exemplo é a questão da aplicação de TI no varejo. Sem um suporte técnico otimizado e rápido, poderá perder pontos até na questão de fidelização do cliente.

É sempre bom lembrar que nem todos os clientes podem saber como utilizar da maneira correta um sistema inteligente. Por isso, tenha alguém responsável por auxiliar no suporte aos clientes.

Gestão de qualidade sem erros

Sabemos como é difícil criar e vender um novo produto ou serviço. Por isso, a gestão de qualidade é essencial em qualquer empresa.

Muitas vezes, essa gestão pode ser impactada com erros imperceptíveis aos olhos humanos. Mas tudo isso muda quando o negócio investe em sistemas de análise inteligente.

Alguns exemplos são o scanner em produtos físicos ou os sistemas que analisam o pós-venda. Tudo isso também ajuda a otimizar a prestação de serviços para os clientes. 

Tornamos a frisar a importância de uma equipe de TI especializada para o desenvolvimento de todos esses sistemas. Pode parecer maçante, mas pequenos detalhes podem fazer a diferença na hora de aplicar Internet das Coisas nas empresas com excelência.

RH otimizado

Aplicar IoT na gestão de pessoas pode parecer uma tarefa utópica à primeira vista, mas não é. Sistemas inteligentes podem não só tratar do desempenho de funcionários, mas também colocá-los em áreas de maior produtividade.

Isso pode ser feito com testes virtuais aplicados aos funcionários na admissão ou no dia a dia do trabalho. Utilizando um programa que analisa informações e transferindo-as para um banco de dados específico, outro sistema integrado poderá decidir a melhor maneira de utilizar os recursos. 

Esse processo é tão metódico que muitas vezes pode até ser mais confiável que a decisão humana por trás da alocação de recursos humanos.

Marketing digital segmentado

Essa aplicação é mais simples e pode ser feita na área responsável pelo marketing da empresa. Trata-se do desenvolvimento de sistemas integrados com análises do site do seu negócio.

Estas informações podem ser convertidas em ações automatizadas de marketing, tal como direcionamento de campanhas para determinados públicos e personas.

É algo que pode não parecer tão importante de primeira, mas a IoT aplicada no marketing pode trazer resultados muito mais congruentes e rápidos.

Obviamente o fator humano é muito importante ainda, pois temos a questão do “feeling” de cada negócio. Mas, ainda assim, os sistemas inteligentes podem diminuir a chance de erros e complementar o trabalho dos funcionários.

E-book grátis: Gestão de TI previne problemas

A jornada para um futuro IoT já está em andamento!

De acordo com um relatório da Intel, estima-se que em 2020 há 50 bilhões de tipos diferentes de dispositivos conectados à internet, no mundo todo. Já a empresa de pesquisa IDC estima que, entre 2015 e 2020, os gastos globais cumulativos com tecnologias de IoT chegam a US$ 6 trilhões.

Podemos ver que a IoT desempenha um papel central no desenvolvimento digital do nosso país e do mundo. Neste artigo, você viu algumas formas de usar Internet das Coisas nas empresas, mas existem muitas outras! Afinal, a evolução tecnológica pode ser usada em empresas de qualquer setor.

Assim, a definição de estratégias adequadas para aprimorar os dados coletados por dispositivos IoT, tanto nos setores de consumo quanto nos negócios digitais, é uma questão cada vez mais importante. Não explorá-los significa perder uma oportunidade de ganho econômico e desenvolvimento tecnológico.

Gostou deste artigo? Então não deixe de conferir nosso guia completo de transformação digital para empresas!

 

Post por: UpSites