Reduza os custos de TI da sua empresa ou ganhe dinheiro fazendo chamados de TI

Blog

Tudo que você precisa saber sobre tecnologia em um só lugar.

Indicadores de manutenção: quais são eles e para que servem?

Indicadores de manutenção: quais são eles e para que servem?

Os indicadores de manutenção compõe um aspecto essencial da gestão de qualidade do sistema de uma empresa. Assim como os outros indicadores de desempenho ou performance, eles fornecem as informações necessárias para o bom funcionamento das atividades, garantindo que as máquinas estão em seu melhor estado operacional.

Os indicadores de manutenção são parte de uma gestão estratégica, auxiliando na tomada de decisões e direcionando melhor os recursos financeiros.

Neste artigo vamos te mostrar quais são os principais indicadores de manutenção, explicando cada um deles e apontando sua importância para o sistema empresarial.

Acompanhe!

A importância dos indicadores de manutenção

Os indicadores de manutenção são parte de uma estratégia de análise de performance baseada em KPI’s (Key Performance Indicators ou indicadores-chave de performance). 

Eles são voltados especialmente para as máquinas, ou seja, o equipamento técnico que opera o trabalho em determinada empresa.

Como veremos, existem diversos indicadores de manutenção e cabe à gestão selecionar aqueles que forem mais relevantes para o planejamento estratégico geral do negócio.

Para isso, sem dúvidas, é importante considerar o segmento de atuação. Afinal, uma indústria de alimentos e uma empresa de telecomunicações têm necessidades bem diferentes.

Garantir o bom funcionamento de máquinas e computadores evita que os processos internos acabem interrompidos por falhas técnicas, que podem demorar para serem solucionadas e provocar prejuízos expressivos.

Por outro lado, a competitividade de mercado exige que as empresas estejam constantemente aprimorando seus processos e se colocando à frente nesse cenário.

Por conseguinte, não há como se destacar entre os concorrentes sem olhar para eles, entender o que estão fazendo e tirar algum aprendizado disso.

Através da mensuração dos indicadores de manutenção, é possível apostar no processo de benchmarking

Benchmarking é justamente essa busca constante pela melhoria contínua dos processos internos, fazendo comparações internas e externas

Com essa metodologia, além de conquistar o status de consciência sobre sua posição no mercado, a empresa consegue se adaptar melhor às mudanças do contexto corporativo, como o que acontece devido à transformação digital, por exemplo.

Principais indicadores de manutenção

Como vimos, escolher os indicadores de manutenção ideais para a sua estratégia de negócios é uma tarefa muito importante.

Com a nossa lista, você poderá conhecer melhor a função de cada uma dessas métricas e fazer a escolha mais assertiva para a sua empresa. Confira!

MTBF e MTTR

O Mean Time Between Failures (tempo médio entre falhas) e o Mean Time To Repair (tempo médio para reparo) são dois indicadores de manutenção que andam juntos.

O MTBF é responsável por estabelecer uma previsão de quanto tempo uma determinada máquina permanecerá em funcionamento até que ocorra um novo erro. 

Ou seja, ele determina a confiabilidade daquele equipamento, o período em que é possível confiar que ele estará funcionando conforme o necessário para o sistema interno.

Ele é calculado através da divisão do total de horas de funcionamento da máquina pelo número de falhas apresentadas no mesmo período.

Já o MTTR, por sua vez, aponta o tempo médio estimado necessário para a correção de uma determinada falha. Em outras palavras, quanto tempo será preciso para fazer com que o equipamento volte a funcionar.

Para chegar a esse valor, é preciso dividir o tempo total gasto com reparos pelo número total de ações de correção.

Availability (Disponibilidade)

Esse indicador de manutenção, como o próprio nome sugere, aponta a disponibilidade de uma máquina segundo o planejado, ou seja, quanto maior for essa porcentagem, mais segura é a gestão de manutenção.

Para o cálculo, é preciso dividir o valor do MTBF pela soma entre MTBF e MTTR, multiplicando por 100 para obter o índice final.

MPd

As empresas que dependem de máquinas para operar normalmente devem contar com um planejamento de manutenção preditiva, utilizando, por exemplo, os indicadores de manutenção MTBF e MTTR.

Porém, avaliar se o controle planejado está realmente sendo colocado em prática é igualmente importante.

Para isso existe o indicador de MPd. Ele aponta se as tarefas do programa de manutenção estão sendo cumpridas e qual sua porcentagem de sucesso.

Para isso, basta dividir o número de tarefas do plano pelas ações que de fato foram programadas. Por último, multiplique o resultado por 100.

MP

O MP é um indicador voltado para a manutenção preventiva, ou seja, ele foca nas ações de prevenção a falhas, assim como o MPd é responsável por analisar o cumprimento de um plano de ação estratégico, averiguando se as propostas de prevenção realmente saíram do papel e estão funcionando na prática.

O cálculo também é semelhante: tarefas de ação preventiva divididas pelo número de ações programadas, multiplicando o resultado por 100 para obter a porcentagem.

ERV

O Estimated Replace Value indica o valor estimado de troca, sendo assim um importante indicador de manutenção para a tomada de decisão de substituição de um equipamento por uma versão mais nova.

Ele considera, basicamente, a relação entre o total gasto com manutenção de um equipamento no período de um ano e o valor de compra de uma nova máquina.

É preciso fazer a divisão entre esses valores e multiplicar o resultado por 100 para encontrar a porcentagem. O ideal é que o resultado não seja superior a 2,5%.

Caso o número ultrapasse esse valor, significa que o mais vantajoso é substituir a máquina.

CMF

O Custo de Manutenção/Faturamento é um dos indicadores de manutenção mais importantes para a estratégia da empresa, pois aponta se a gestão financeira do setor está sendo eficaz ou não.

Para calcular a porcentagem, basta dividir o custo total de manutenção anual pelo faturamento bruto do mesmo período, multiplicando por 100 ao final.

Cada setor de mercado no Brasil tem sua própria média para comparação, por isso é interessante utilizar esse dado como referência para sua empresa.

Backlog

O backlog é o indicador responsável por definir o tempo necessário para que a equipe de manutenção finalize todas as atividades pendentes.

Em outras palavras, ele revela o índice de produtividade dessa equipe e considera todas as atividades realizadas por ela, como manutenções corretivas, preventivas, preditivas, inspeções, adaptações ou instalações, por exemplo.

Para se ter uma ideia melhor do cálculo, que é um pouco mais complexo, ele utiliza a soma dos valores de homem-hora com base em ordens de serviço pendentes, planejadas, programadas e executadas.

Os resultados podem ser em horas, dias, semanas ou meses.

Esses são alguns dos principais indicadores de manutenção para uma gestão mais eficiente dos equipamentos da sua empresa. Como vimos, eles são parte essencial da estratégia corporativa. Confira também como e quando fazer um planejamento estratégico de TI.