Afinal, qual é a diferença entre Hardware e Software?

Afinal, qual é a diferença entre Hardware e Software?

Afinal, qual é a diferença entre Hardware e Software?

A diferença entre hardware e software é uma dúvida recorrente entre os usuários que não tem tanto conhecimento sobre dispositivos tecnológicos como computadores desktops, notebooks, tablets, entre outros

A princípio, os nomes podem até parecer um pouco complicados para leigos no assunto, mas na prática, essas nomenclaturas são bem mais fáceis de ser compreendidas.

Para contextualizar, em primeiro lugar, é importante ressaltar que todos os computados são uma combinação entre hardware e software.Ou seja, estes itens trabalham em conjunto em uma máquina, e não isoladamente, como costumam ser imaginados tradicionalmente.

Se preferir ver o vídeo ao invés de ler, fique a vontade:

Então, qual a diferença entre hardware e software?

Os hardwares são os itens físicos e tangíveis do dispositivo, desde seu gabinete até as peças que o compõe. O software, por sua vez, é o equivalente a mente do dispositivo.

Entre alguns dos hardwares que podemos elencar estão:

  • monitor
  • memória
  • placas de som
  • placa de vídeo
  • chips
  • processadores
  • cooler (ventilador).

Esse termo se aplica para todo tipo de equipamento tecnológico, incluindo celulares, Smart TVs, dispositivos de leitura (como o Kindle) ou Wearables (relógios inteligentes, por exemplo).

Na categoria de software estão todos os programas, sistemas operacionais e aplicações que tornam possível o funcionamento da máquina.

Os softwares são responsáveis por fazer as ligações e enviar os comandos necessários para fazer com cada hardware funcione, da mesma maneira como as sinapses ocorrem no cérebro.

Os softwares são elaborados a partir de inúmeros códigos e customizados de acordo com as tecnologias dos diferentes fabricantes de computadores.

Os sistemas operacionais são um exemplo disso. Sistemas como os famosos Windows, Linux, Android e iOS são configurados de diferentes maneiras maneiras.

Outros exemplos são:

  • Navegadores
  • antivírus
  • programas de edição de textos e imagens
  • programas de reprodução de vídeos.

e qualquer outra aplicação no computador, são denominados de softwares.

Hardware e software trabalham juntos

Explicado esses conceitos, fica claro que hardware e software dependem um do outro para o funcionamento de um computador.

Basicamente, quando o dispositivo é ligado, é papel do software transmitir os impulsos necessários para que o hardware funcione.

Além disso, há um software (programa) específico para cada hardware (componente) dos equipamentos.

Existe um que irá enviar os comandos para que a placa de vídeo gere as imagens, outro para que a placa de áudio interprete os sons e assim por diante.

Portanto, cada vez que o usuário executa o seu editor de texto – Por exemplo, Microsoft Word – ele interage com o monitor (hardware) e com o armazenamento  do disco rígido, conhecido como HD.

O sistema operacional, no caso o Microsoft Windows, passa a fazer o papel de um tradutor nesse intercâmbio de informações entre hardware e software.

É o sistema operacional que torna a execução das tarefas possível, com um verdadeiro trabalho em “equipe”.

Continue conectado em nosso blog, temos diversos artigos sobre o assunto. Inclusive, não deixe de ler os 6 problemas de hardware que podem tirar o seu sono e se previna quanto a eles.

Se está pensando em comprar um notebook, faça o download gratuito do nosso e-book “Guia Prático do Notebook” e saiba escolher o portátil ideal para você!

Compartilhe no:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *