Currículo de TI: como causar uma boa impressão e surpreender

Currículo de TI: como causar uma boa impressão e surpreender

Currículo de TI

O mercado de trabalho hoje valoriza muitos aspectos na contratação de funcionários, como o perfil do LinkedIn e o portfólio, por exemplo, mas o currículo ainda é a carta de apresentação de qualquer profissional. Você sabe qual o padrão de qualidade a ser seguido em um currículo de TI?

Elaborar um bom currículo de TI é muito importante uma vez que este funciona como porta de entrada para uma entrevista e, da mesma forma, pode ser a barreira para você conquistar o cargo almejado.

Informações ausentes ou excesso de dados desnecessários podem comprometer demais a sua chance ao emprego, já que os recrutadores geralmente não gastam muito tempo nessa análise.

O ideal é ser sucinto, mas inserir dados que chamem a atenção e causem impacto imediato.

Considerando tudo isso, não é difícil entender o motivo de o currículo ser um documento tão importante e de buscar seguir um modelo apresentável.

Muitos modelos são rejeitados simplesmente por estarem mal escritos, desleixados e com informações de difícil compreensão para quem está avaliando. 

Para ajudar você que está montando ou incrementando seu currículo de TI, preparamos esse texto com dicas valiosas que vão elevar seu desempenho nessa importante etapa na disputa por uma vaga de emprego.

Continue lendo!

Estrutura de um bom currículo de TI

 

Todo currículo deve ter informações que são obrigatórias para que o recrutador consiga visualizar seu perfil profissional.

Além delas, ele deve conter também informações complementares que são importantes para a obtenção da vaga.

É importante estar atento à disposição dessas informações, pois a ordem de colocação desses elementos pode favorecer ou complicar a sua avaliação.

Vejamos, a seguir, quais são os elementos da estrutura de um bom currículo de TI e qual a organização correta deles.

1) Cabeçalho

 

O cabeçalho é a primeira seção do currículo. Ele funciona como uma apresentação do candidato.

Ou seja, essa seção deve conter nome, idade, cidade, detalhes de contato, como telefones e e-mail, além de algum link que seja importante, como endereço do seu site, por exemplo.

2) Resumo

 

O resumo é um trecho curto que deve simplificar sua carreira profissional, ressaltando as qualidades e conquistas de forma breve e instigante para que o recrutador fique curioso e interessado, querendo saber mais sobre você.

3) Experiência profissional

 

Para quem está buscando o primeiro emprego, essa seção não existe. Se esse é o seu caso, melhor optar por ressaltar trabalhos voluntários ou mesmo trabalhos pequenos e informais que tenha realizado, além de práticas acadêmicas.

Para quem já tem experiência, facilitar a vida do recrutador é bem importante. 

Para isso, seja breve e inclua apenas elementos principais, como nome da empresa em que trabalhou, cargo, data de início e término, e fale brevemente sobre as atividades desenvolvidas em cada emprego.

Ah! E lembre-se de seguir a ordem do emprego mais recente para o mais antigo.

 

4) Formação acadêmica

 

Assim como na seção de experiência profissional, não se esqueça de colocar os tópicos do mais recente para o mais antigo

Algumas empresas se importam em saber onde você estudou e em que ano, assim como quais são suas especializações, se for o caso.

 

5) Outros cursos

 

Este é um espaço reservado para incluir cursos complementares que você tenha feito e certificações que tenha conquistado e que, de fato, agreguem algum valor ao cargo almejado. 

Portanto, caso você tenha muitos cursos adicionais, certifique-se de incluir apenas os mais relevantes em seu currículo de TI.

 

6) Idiomas

 

Aqui você deverá listar os idiomas que domina e o nível de compreensão em cada um para leitura, escrita e conversação. 

Lembrando que ter um nível avançado de inglês é essencial para quem trabalha com TI.

 

Algumas dicas para destacar o currículo de TI 

 

Agora que você já aprendeu como organizar a estrutura do seu currículo de TI, vamos dar algumas dicas que podem ajudar você a destacar seu currículo em um processo seletivo.

Veja só!

 

Prepare um portfólio

 

Para aumentar ainda mais o interesse dos recrutadores e comprovar as habilidades mencionadas no currículo, o portfólio é uma opção bem interessante. 

Para algumas vagas, ele é opcional, outras já solicitam que ele seja enviado junto com o currículo, por isso é sempre bom ter esse material pronto.

Ele deve reunir seus principais trabalhos, idealmente organizados por data também.

 

Descreva suas participações de destaque

 

Ao falar sobre algum trabalho que você tenha feito ao participar de um determinado projeto, não tenha timidez em descrever o papel que você desempenhou naquela conquista.

É claro que você não deve mentir, seja sempre sincero quanto à sua participação em projetos, pois você pode ser questionado sobre isso mais tarde. 

Mas destacar seu bom trabalho e como suas qualidades contribuíram para aquele resultado não é errado de forma alguma, pelo contrário, é exatamente o que os recrutadores querem saber sobre você.

 

Cuidado com erros de português

 

Erros de ortografia, ainda que pequenos, prejudicam a imagem do currículo de TI, assim como de qualquer outra área, já que este é um documento formal.

Esses errinhos sempre são malvistos na carreira profissional, independentemente da situação. No currículo, ele pode causar sua desclassificação para aquele cargo tão sonhado.

 

Opte por um layout simples

 

Nada de colocar temas muito exagerados e coloridos no seu currículo de TI, ok? 

Escolha a opção mais simples possível. O que deve estar em destaque são as informações contidas ali.

Na hora de salvar o arquivo, escolha o formato PDF, pois assim ele não poderá ser editado, evitando que alguém, por acidente, possa acabar desconfigurando o arquivo.

 

Evite um currículo longo

 

Como dissemos, o currículo deve ser sucinto e conter o mínimo de informação possível, principalmente se você estiver no início da carreira. 

Um currículo muito extenso indica que muitas informações ali podem não ser relevantes para certo cargo específico.

Os recrutadores, por terem uma lista extensa de currículos para avaliar diariamente, podem acabar não chegando ao fim de todos, e o seu pode ser um destes deixados de lado.

 

Atividades extras relevantes

 

Conferências, seminários e participações em outros eventos e atividades desse gênero são interessantes e devem ser incluídas, desde que tenham relação com o cargo pretendido.

A participação nesses eventos é válida, pois eles representam uma forma importante de saber mais sobre novas tecnologias, compreender soluções para o futuro e ainda manter-se em contato com outros profissionais da mesma área.

Os recrutadores vão entender através dessa informação que você é um profissional comprometido a estar sempre atualizado.

Essas foram nossas dicas para aprimorar seu currículo de TI. Gosta de conteúdos sobre essa área? Confira também nosso artigo sobre terceirização de serviços.

Compartilhe no:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *