Reduza os custos de TI da sua empresa ou ganhe dinheiro fazendo chamados de TI

Blog

Tudo que você precisa saber sobre tecnologia em um só lugar.

CAPEX e OPEX: qual o melhor investimento para a sua TI?

CAPEX e OPEX: qual o melhor investimento para a sua TI?

Conforme a tecnologia vai avançando, os gastos do setor de TI vão aumentando. No entanto, sabemos que o investimento nessa área não é uma opção e sim uma necessidade. Sendo assim, a gestão de TI precisa se concentrar na escolha estratégica entre CAPEX e OPEX, decidindo sobre a forma como os recursos financeiros serão aplicados.

Se você não sabe bem quais são as diferenças entre esses tipos de investimento e quais as vantagens e desvantagens de cada um, continue lendo! Ao final deste artigo, você também encontrará dicas de como escolher a opção ideal para a TI da sua empresa.

Qual a diferença entre CAPEX e OPEX?

A aquisição de equipamentos, softwares, recursos e serviços é algo natural e constante em um departamento de TI. Porém, para o setor financeiro do negócio, eles são divididos entre CAPEX e OPEX.


CAPEX é uma sigla que significa Capital Expenditure ou despesas de capitais. Isso quer dizer que são fundos usados para adquirir, monitorar e atualizar ativos fixos, que passarão a ser de propriedade da empresa. 

Esses bens podem ser propriedades, equipamentos e toda a infraestrutura de um escritório. O ponto é que a empresa compra e passa a ser de total responsabilidade dela.

Alguns exemplos de CAPEX são:

  • Equipamentos de escritório;
  • Imóveis;
  • Móveis;
  • Veículos;
  • Patentes e licenças;
  • Componentes de hardware.

Já o OPEX vem do inglês Operational Expenditure, que significa despesas operacionais. Esse tipo de gasto está relacionado a questões mais operacionais e que não envolvem a aquisição de bens, mas sim de serviços que também são essenciais para o funcionamento da empresa.

Podemos citar alguns exemplos de OPEX, como:

  • Aluguel de escritório;
  • Internet;
  • Contratação de SaaS;
  • Tecnologia em nuvem;
  • Salários de colaboradores.

E-book grátis: Guia de TI para PMEs

Vantagens e desvantagens de cada um para a TI

A escolha entre CAPEX e OPEX muitas vezes depende do momento em que a empresa está e do quanto ela pode gastar. Além disso, as análises de mercado também são importantes quando é necessário decidir qual a melhor forma de aplicar o dinheiro do negócio.

Porém, em linhas gerais, alguns aspectos relevantes podem ser levantados. Vejamos quais são:

CAPEX

É um investimento positivo, já que aumenta o valor dos bens do negócio, valorizando também a empresa. Os lucros líquidos também são maiores, o que atrai mais investidores e parceiros.

Porém, para investir em CAPEX, a empresa precisa desembolsar valores altos. Para comprar uma infraestrutura de completa de TI, por exemplo, a empresa deve estar disposta a liberar uma soma considerável do caixa. Sem falar que custos com manutenção, reparos e substituição serão todos de responsabilidade dela.

O investimento inicial pode inclusive depender de credores privados, sem falar que os impostos e taxas sobre os lucros podem levar a um valor total que não compensa para o negócio.

Outro ponto importante diz respeito à vida útil dos equipamentos. A obsolescência de computadores pode acabar fazendo com que sua empresa precise trabalhar com máquinas ultrapassadas, simplesmente por não ter capital suficiente para adquirir uma infraestrutura nova. 

As consequências disso são gastos extras, atrasos nas entregas, produtividade baixa e queda da qualidade do serviço, por exemplo.

OPEX

Em contrapartida, o investimento OPEX elimina automaticamente qualquer tipo de preocupação com custos de manutenção, já que a empresa contratada fica encarregada de todos esses detalhes.

O imposto sobre o lucro líquido também é reduzido e o pagamento é feito sob demanda, ou seja, a empresa só paga por aquilo que usar.

Isso também oferece uma importante vantagem quanto à inovação. A empresa poderá acompanhar as novidades em tecnologia sem precisar comprar todo o equipamento novamente, testando possibilidades sem comprometer a continuidade dos processos.

Como o pagamento é pela contratação de serviços, a empresa também não precisa investir uma soma muito alta de uma só vez, evitando que ela gaste seu capital todo em uma estratégia só.

As únicas desvantagens são que os ativos de mercado terão um valor menor e a baixa dos lucros líquidos pode ser um fator pouco atrativo para investidores e parceiros externos.

Como escolher entre CAPEX e OPEX?

Agora que você já sabe as diferenças entre CAPEX e OPEX, você já sabe que esses dois modelos de investimento têm vantagens e desvantagens. 

A escolha de qual deles é o ideal para o seu negócio depende muito da individualidade dele e da sua estratégia de gestão, que pode ser focada em um único projeto ou em diversos projetos simultâneos.

Qual é o mais recomendado para TI?

O que se vê ao observar o mercado é que, entre CAPEX e OPEX, sem dúvidas o segundo modelo, que se baseia na terceirização de serviços, tem sido cada vez mais adotado. 

Isso acontece porque, para o setor de tecnologia, apostar em um serviço sob demanda é a garantia de poder acompanhar essas mudanças sem prejudicar o negócio. Afinal, é um setor que passa por constantes intervenções.

Por exemplo, caso a empresa contrate um serviço e ele não atenda às suas necessidades e expectativas, não há nenhum prejuízo. Basta cancelar o investimento e procurar outro que realmente sirva.

A mesma coisa acontece se você alugar um equipamento que para de funcionar. Não há com o que se preocupar, pois a fornecedora terceirizada é quem ficará encarregada de realizar a troca em tempo hábil. 

Porém, se sua empresa prioriza o aumento do valor do ativo, os meses que ela passa sustentando o aluguel desse equipamento podem representar um valor suficiente para comprar um modelo próprio.

E-book grátis: Por que terceirizar a TI da sua empresa?

Para acabar de vez com essa dúvida, nada melhor do que colocar os números no papel e ver qual investimento é mais vantajoso para seu negócio. 

Quando for fazer essa comparação numérica, não se esqueça de que não basta somar os gastos mensais do OPEX e colocar lado a lado com o capital inicial do CAPEX. 

Considere também a vida útil dos equipamentos de TI e não se esqueça que, durante esse período, também estarão inclusos os gastos variáveis que mencionamos antes, de manutenção e reparo.

Esse conteúdo te ajudou a entender as diferenças entre CAPEX e OPEX? Saiba também como decidir entre outsourcing e Body Shop de TI clicando aqui.