Reduza os custos de TI da sua empresa ou ganhe dinheiro fazendo chamados de TI

Blog

Tudo que você precisa saber sobre tecnologia em um só lugar.

Como usar a tecnologia para vender mais na Black Friday 2020

Como usar a tecnologia para vender mais na Black Friday 2020

A Black Friday 2020 está chegando, sendo o foco de análises profundas para quem trabalha no varejo. A data, que é uma oportunidade anual para quem atua no setor, vai demandar uma performance ainda mais estratégica no contexto atual.

O evento, que nos Estados Unidos é comemorado na sexta-feira após o Dia da Ação de Graças, acaba ganhando outros formatos aqui no Brasil, como Black Week (uma semana) e Black November (todo o mês de novembro). Independentemente disso, não há como negar que é uma campanha que exige muito investimento, principalmente para o varejo online.

Segundo dados da Ebit-Nielsen, em 2019 as compras online movimentaram R$ 3,2 bilhões no período da Black Friday. Em 2020, considerando o contexto de pandemia e as restrições ao comércio físico, a tendência é que esse número seja bem maior. 

Se antes o consumidor já adotava o ambiente digital como alternativa mais cômoda para as compras, agora ele é a opção principal. As aglomerações dentro das lojas e o manuseio de produtos são situações que causam aversão em um cenário de pandemia, que ainda não se dissipou totalmente.

O distanciamento social ainda é a recomendação máxima e boa parte da população não se sente confortável com o contato físico, posicionamento que provavelmente ainda vai perdurar por um bom tempo. Sendo assim, confira abaixo como se preparar para esse cenário!

Dicas de TI para empresas

Expectativas para a Black Friday 2020

Devido à COVID-19, a promessa é de que a Black Friday 2020 seja a mais digital que já se viu. Isto é, com as compras online nas alturas. Mas, de forma geral, o consumidor se mostra mais disposto a voltar às compras nas lojas físicas, mesmo que mais timidamente.

De acordo com os dados revelados pela pesquisa Black Friday 2020, conduzida pela área de Inteligência de Mercado da Globo, 55% dos 1,7 mil entrevistados estão dispostos a comprar online e offline, enquanto 29% pretendem comprar apenas pela internet. 

Observando todo o comportamento do consumidor neste ano, nota-se que quem já era adepto da compra online apenas passou a comprar mais. Quem não era assim tão acostumado, por outro lado, se viu normalizando esse método de compra. 

Pesquisas mostram que 54% dos consumidores aumentaram a frequência das compras, ao mesmo tempo em que 38% passaram a comprar itens que costumavam adquirir em lojas físicas.

E como fica a experiência do consumidor?

Além disso, em um ano tão conturbado, a experiência do cliente tem sido um aspecto cada vez mais valorizado. Sendo assim, o quesito preço, que por tradição já deve ser atrativo nessa data, não será por si só suficiente para uma venda de sucesso. 

A Black Friday é uma ótima oportunidade de vender, mas também fidelizar clientes e colocar novos produtos em circulação. Inclusive, a tecnologia pode auxiliar e muito na gestão de clientes no varejo.

Só que, para que essa proposta dê certo, em 2020 será preciso entregar um pacote completo para os visitantes da loja. Por conta do momento de crise econômica, todos também estão mais criteriosos quanto à real necessidade de cada novo item no carrinho.

6 formas de usar a tecnologia na Black Friday 2020

Além do investimento em marketing digital, a TI será fundamental para uma performance de sucesso na Black Friday 2020. 

Isso porque não basta apenas uma divulgação adequada e ofertas tentadoras. É preciso garantir uma infraestrutura de TI com disponibilidade em tempo integral durante o período do evento.

Por isso, o investimento em tecnologia deverá ser ainda mais abrangente. Confira a seguir 6 formas de usar a tecnologia para vender mais na edição deste ano atípico:

1. Divulgue nas redes sociais

As redes sociais são o espaço em que os usuários passam boa parte de seu tempo online, sendo um ótimo caminho para divulgar as ofertas da sua loja. 

Após seguir uma estratégia e selecionar seus produtos mais promissores, faça postagens em seus perfis e impulsione com campanhas de mídia paga.

2. Invista em mobile

As vendas mobile também cresceram. Em outras palavras, a população está usando ainda mais o celular, inclusive para fazer compras. 

Por isso, é importante pensar em alternativas que também atendam a esse canal, como um site otimizado para dispositivos móveis ou mesmo um aplicativo exclusivo para a sua loja. 

As aplicações voltadas exclusivamente para esse fim tiveram um crescimento de 73% aqui no Brasil, então é importante ficar de olho nessa tendência.

3. Tenha um sistema de recomendação

Os sites de e-commerce podem ser configurados com um sistema de recomendação, que potencializa as vendas da loja ao indicar produtos relacionados ao que está no carrinho. 

Ele é responsável por mensagens como “você também pode gostar de…”, “leve junto…” ou “pessoas que viram esse produto também compram…”. Isso faz com que o usuário descubra produtos similares em oferta e avalie a possibilidade de adquirir tudo em uma única compra.

Essas sugestões são baseadas na compra de clientes anteriores e são uma forma inteligente de utilizar os dados como forma de identificar tendências dentro da plataforma e conquistar novas vendas.

4. Automatize mensagens de urgência

As mensagens de urgência são uma ótima forma de incentivar o cliente a concluir a compra mais rapidamente. 

Considerando que no período de Black Friday existem muitas lojas em campanha para vender mais, esse usuário pode estar com várias abas do navegador abertas em lojas diferentes.

Mensagens pop-up ou e-mails podem ajudar a convencer esse possível comprador de que aquele é o momento ideal para fechar o pedido.

5. Garanta a segurança virtual na Black Friday 2020

A segurança dos seus sistemas também é fundamental para ter uma Black Friday de sucesso. Afinal, ela está diretamente ligada à credibilidade da loja e com certeza é determinante para a fidelização de clientes.

Avalie os principais riscos e invista em boas ferramentas e provedores de segurança que evitem golpes com cartões clonados, por exemplo.

E-book grátis: Gestão de TI previne problemas

6. Garanta a disponibilidade do atendimento

Com a tendência de compra online em alta, a previsão é de que as lojas online recebam muitas visitas simultâneas durante a Black Friday. Como mencionado antes, isso exige uma infraestrutura preparada, que suporte esse volume de acessos.

E mesmo para quem vai atender nas lojas físicas, a tecnologia é fundamental para agilizar o atendimento. Portanto, conte com um suporte de TI que possa aplicar a manutenção preventiva ao seu domínio e ao seu equipamento. 

Esse serviço analisa métricas e indicadores que apontam com precisão os ajustes necessários para sua loja, evitando que ela saia do ar e que você acabe perdendo diversas vendas. 

Além disso, você também se previne contra possíveis imprevistos ao próprio computador, que pode parar de funcionar e prejudicar a finalização de uma venda.

Outro ponto importante é que a manutenção preventiva também contribui com a questão da segurança que vimos no tópico anterior, verificando possíveis vulnerabilidades em seu sistema e já aplicando as medidas de proteção cabíveis.

Gostou dessas dicas para a Black Friday 2020? Então continue lendo sobre como se preparar! Entenda a importância da manutenção de computadores para prevenir problemas de TI.